Notícias

ONU cria centro de combate à fome no oeste da África

O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA) anunciou neste final de semana (5) a criação do Centro de Excelência contra a Fome e a Má Nutrição no Oeste e Centro da África. Com sede em Abidjan, capital da Costa do Marfim, o organismo funcionará como uma plataforma de cooperação entre os países do continente, permitindo a difusão de boas práticas em agricultura familiar, manejo de perdas pós-colheita, proteção social e resiliência comunitária.

“Esse centro será uma incubadora de soluções e um ponto de encontro para o compartilhamento de soluções para a fome, adaptadas ao contexto africano”, afirmou Abdou Dieng, diretor regional do PMA para o Oeste e Centro da África.

A nova instituição é fruto de uma parceria entre a agência da ONU e o governo da Costa do Marfim. Autoridades do país se reuniram com representantes do PMA no último sábado para assinar o acordo que determina a criação do centro.

“Há muitas abordagens bem-sucedidas para melhorar a segurança alimentar espalhadas pela região, mas poucas experiências chegam além de suas próprias fronteiras. Eu gostaria de agradecer à Costa do Marfim por dar esse passo significativo para nos ajudar a tirar proveito dessas ideias, para garantir que as pessoas não tenham que dormir de barriga vazia na região”, acrescentou Dieng.

Segundo o PMA, o Estado marfinense priorizou a luta contra a má nutrição e a fome em seu plano de se tornar uma nação emergente. O país desenvolveu modelos de sucesso de alimentação escolar, que conectam a demanda dos centros de ensino à oferta da agricultura local. A nação africana também se comprometeu a divulgar os conhecimentos adquiridos com a implementação dessas políticas, promovendo a ampliação de estratégias similares em outros países.

O centro busca replicar as experiências de cooperação Sul-Sul do Centro de Excelência contra a Fome baseado no Brasil. A instituição brasileira ajuda países na África, Ásia e América Latina a criar e fortalecer projetos sustentáveis de alimentação escolar e proteção social.



Conselho Regional de Nutricionistas 6ª Região

O Conselho Regional de Nutricionistas 6ª Região (CRN-6) foi criado pela Lei Federal n° 6.583/1978 com a finalidade de orientar, fiscalizar e disciplinar o exercício profissional. O Órgão de Classe tem como missão contribuir para melhoria da saúde da população, por meio da assistência alimentar e nutricional exercida por profissionais capacitados e habilitados, obedecendo os preceitos éticos que regem a profissão.

A cada triênio, o Conselho tem eleições para gestão/plenário, que é formado por nove conselheiros efetivos e nove conselheiros suplentes. Os nutricionistas eleitos assumem os cargos na diretoria que é composta pelo presidente, vice-presidente, secretário (a) e tesoureiro (a), e/ou participam das comissões de Fiscalização, Tomada de Contas, Ética, Formação Profissional, Comunicação, Licitação e Patrimônio.

Conheça melhor o CRN-6

Fale Conosco

Preencha o formulário para qualquer tipo de informação.

Selecione o setor: