• (81) 4042.2494

  • Encontro Regional de Formação Profissional discute Diretrizes Curriculares da Nutrição

    Coordenadora da Comissão Formação do CFN, Vanille Pessoa, ladeada do presidente e vice-presidente do Regional

    Um dia marcado por discussões sobre a formação do Nutricionista. Assim pode ser definido o Encontro Regional de Formação Profissional, promovido pelo Conselho Regional de Nutricionistas 6ª Região (CRN-6) no sábado (03). O evento reuniu nutricionistas docentes de todos os estados da jurisdição e discentes para debater as principais inovações e desafios da formação do nutricionista. O encontro foi realizado no Recife Praia Hotel, no Pina (PE). Na ocasião, a vice-presidente do Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), Nancy Aguiar, e a conselheira Federal da 6ª Região, Vanille Pessoa, e a presidente da Associação Pernambucana de Nutrição (APN), Leopoldina Sequeira.

    Na abertura, o presidente do CRN-6, Hillário Damázio, falou dos principais desafios da formação do nutricionista. “A nutrição era vista como a profissão do futuro, mas esse futuro já chegou. E o que estamos fazendo com a nossa profissão. Essa preocupação do CRN-6 é tão grande que estamos levando para as capitais da nossa jurisdição a palestra ‘Qual o nutricionista que o Brasil precisa?’, de Valéria Paschoal’. Porque queremos levar essa reflexão, a nossa profissão está atendendo as mudanças do mundo”, destaca Hillário.

    A fala do presidente do CRN-6 foi endossada pela conselheira federal Vanille Pessoa. “Não podemos fazer uma Nutrição desfocada do nosso compromisso social. Hoje, as demandas emergentes das populações, seja na individualidade ou na coletividade são diferentes. Precisamos estar ligados em tudo o que acontece ao nosso redor”, destacou a conselheira, que também é docente do curso de Nutrição da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), do Campus Cuité.

    Anda segundo Vanille, que também é coordenadora da Comissão de Formação Profissional, o encontro é um imprtane instrumento para CFN contribuir com as Diretrizes Curriculares da Nutrição (DCNs). Já a vice-presidente do CFN, Nancy Aguiar, destacou a importância da ética em toda a matriz curricular. “O nutricionista precisa estar alinhado com o que diz o seu código de ética, tomando sempre uma postura em prol da sociedade e garantindo a assistência nutricional”, destaca Nancy.

    Na programação, palestras que nortearam os grupos de trabalho para construção das propostas. Após as apresentações do CFN e do CRN-6, a nutricionista Raquel Adjafre, conselheira do CRN-1, ministrou a palestra: “Ética: da formação à pratica”. Em seguida, a nutricionista Thaiz Sureira, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), ministrou a palestra sobre “Metodologias Ativas”. Para finalizar a manhã de palestras, Maísa Beltrame, da Associação Brasileira de Educação em Nutrição (Abenut), falou sobre a “Ressignificação das Diretrizes Curriculares do Curso de Nutrição (DCN): inovações necessárias à formação dos futuros profissionais”.

    No turno da tarde, os participantes se dividiram em Grupos de Trabalhos temáticos para discutir as diretrizes da nutrição e montar propostas para serem encaminhadas ao Federal.

    Eu sou um bloco de texto. Clique no botão Editar (Lápis) para alterar o conteúdo deste elemento.