• (81) 4042.2494

  • Conselho fomenta práticas que fortaleçam a SAN no PI

    Na busca contínua de fortalecer as políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional em toda a jurisdição, o Conselho Regional de Nutricionistas 6ª Região (CRN-6) participou, nesta quarta-feira (13), do IX Fórum de Segurança Alimentar e Nutricional do Centro Universitário Uninovafapi, em Teresina (PI). Com o tema “Ambientes Alimentares Saudáveis: Direito de todos (as) e dever de cada um (a)”, o evento promoveu exposições, cursos, oficinas, feira agroecológica, palestras e roda de conversa. O Fórum é organizado pelo Grupo de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional – GPSSAN, liderado pela professora Norma Alberto. O GPSSAN do Ceará também marcou presença, representado pela professora Márcia Andréia Barros Moura Fé.

    Na programação da manhã, o curso de germinação de grãos e culinária saudável promoveu uma reflexão sobre o que se entende por alimentação saudável. O Curso foi ministrado pela mestre em Alimentos e Nutrição Luciana Melo e pela a nutricionista e chefe em alimentação funcional Adriana Soares. falou sobre os objetivos de demonstrar o processo de germinação de grãos e preparo de receitas com alimentos germinados. “Está cada vez maior a preocupação da população com a alimentação por conta da crescente associação entre doenças e estilos de vida. Os grãos são vastamente consumidos em diferentes populações, o que facilita o consumo de alimentos germinados”, explicou Adriana.

    No turno da tarde, o painel “Direito Humano À Alimentação e Nutrição Adequadas: Ameaças, desafios e medidas protetivas” trouxe o jornalista Guilherme Zocchio, repórter do O Joio e O Trigo, veículo de comunicação independente que fomenta práticas saudáveis de alimentação, e a secretária geral da Fian Brasil, Valéria Burity. Na ocasião, Valéria Burity fez o lançamento do Informe DHANA 2019: autoritarismo, negação de direitos e fome. Em seguida, o debate foi mediado pelo presidente do CRN-6, Hillário Damázio, e pela professora Normal Alberto. “Discutir o Direito Humano à Alimentação e Nutrição Adequada é um tema caro para mim, porque se fala de alimentação o nutricionista precisa estar inserido. E fico pensando em como tantas vezes achamos que a fome não é um problema do nutricionista. O nutricionista precisa levantar a sua voz, tomar o seu lugar e lutar pelo DHANA”, destaca Hillário Damázio.

    “Não existe nutricionista que não se preocupe com a situação geral do mundo. O nutricionista do novo tempo se preocupa com direitos, fome, agrotóxicos, biodiversidade. Só assim conseguiremos manter o compromisso da Nutrição que é a saúde”, destaca Hillário. Corroborando com a fala do presidente do CRN-6, Hillário Damázio, a professora Norma comentou sobre como o evento traz à comunidade acadêmica atividades de conhecimento, práticas e interativas, que contribuem para o bem-estar de todos os envolvidos. “O Fórum já faz parte da história do Centro Universitário Uninovafapi e tem a importante missão de proporcionar um debate sobre os caminhos democráticos, éticos e de exercício de direitos no âmbito da Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Toda a programação do Fórum objetiva, além da troca de conhecimentos, a criação de um espaço dialógico saudável entre a comunidade acadêmica e a sociedade Teresinense a fim de promover a Segurança Alimentar e Nutricional com a valiosa missão de prestar esclarecimentos enaltecendo a Soberania Alimentar e o pleno exercício da capacidade de escolhas por parte de todos os envolvidos”, afirmou.

    Esta edição ainda contou com o lançamento da campanha “Eu apoio a Lei das Gôndolas”, projeto liderado pelo curso de Direito da Uninofapi.